Menu


CCV - Comunidade Corpo Vivo

Acolhendo as famílias

Principios para Investir no Reino

18 AGO 2017
18 de Agosto de 2017


1. EXPOSIÇÃO (20 minutos)


Fidelidade no Mínimo (Lc.16:10).

Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito 


Não adianta dizer que quando Deus nos der mais dinheiro, então contribuiremos. Se não o fazemos com pouco não faremos depois. Quem não dá dez porcento de cem não vai dar dez porcento de mil.


Segundo suas posses (I Co.16:1,2)

Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem.


Deus não vê e nem compara números. Ele vê a disposição do coração e a limitação da renda. Quem possui mais não é melhor por ofertar mais do que o que tem menos condições. Quando Jesus foi dedicado no templo, seus pais deram uma oferta de gente pobre.


Expressão de Generosidade  (II Co. 9:5-7)

Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.


Deus não aceita o que é expressão de avareza. Atos 5 mostra que Ananias não foi generoso; pelo contrário foi avarento e orgulhoso e quis estar em evidência. Deus não está atrás do nosso dinheiro, mas da expressão de generosidade; sem ela, o dinheiro não vale nada! Deve haver em nós alegria ao contribuir! O apóstolo Paulo se referiu a isto como sendo uma "graça". É um privilégio servirmos a Deus com nosso bens, e o Senhor não quer que ninguém o faça por constrangimento mas de coração.



Colhemos o quanto plantamos (II Co. 9:6). 

E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. 


Quanto mais contribuímos, mais abençoados somos! Se queremos romper na área financeira e andar na benção do Senhor temos que plantar mais. A colheita não é automática, precisa de tempo, mas é certa e não falhará!


Prova de Obediência 

Tem a ver com nossa disposição de obedecer aos princípios anteriores da Palavra. Minha contribuição em todos os seus níveis (dízimo, oferta, projetos sociais) é uma prova da minha obediência a Deus. Portanto, se sou falho nesta área, estou demonstrando quem realmente sou! Além de que, Deus não precisa tanto da minha contribuição quanto eu preciso! Através dela mantenho um coração submisso a Deus e o dinheiro como um servo do Reino.



2. REFLEXÃO EM GRUPO (10 minutos)

Que outro princípio você considera relevante?


3. INDICADORES DE DISCIPULADO (5 minutos)


Líder, revise com os participantes da célula os 6 indicadores de discipulado: 


  1. A sós com o Mestre; 

  2. Viva na Palavra; 

  3. Ore com fé; 

  4. Comunhão com a igreja; 

  5. Testemunhe para o mundo; 

  6. Ministre aos outros.


Bispos  Antonio & Tally

Voltar

© Copyright - Todos os direitos reservados.

Corpo Vivo

Comunidade